• BrunaGosta

Tudo que vai, volta!



No cruzamento dos eixos Norte-Sul e Leste-Oeste da cidade. O marco zero da capital. Rodoviária de Brasília, o ponto em que o X de muitas pessoas cruza todo santo dia.


Indo e vindo, felizes, amarguradas, como rotina ou só de passagem mesmo. Ah se esse lugar falasse!


Naedly Franco, esta bailarina incrível e eu resolvemos improvisar no ponto X da capital federal e causar um pouco como de costume. Fomos para fotografar e resolvi que tentaria fazer alguns takes para um making of da nossa aventura.


Estou acostumada à fotografar em público e muitas vezes com minha modelo vestindo pouca ou nenhuma roupa. Foi a primeira vez que a minha modelo dançava livremente, brincando com um improviso lindo.


Os olhares eram muitos e diversos. Estávamos as duas tão tranquilas e entregues à experiência que não me ocorreu que alguém ali poderia se incomodar com algo tão natural quanto mover-se livre e belamente, mas não. Claro que não, sempre haverá aquele alguém para se incomodar e ir contra o fluxo. Ainda bem!


Um aquariano enrustido.


Um homem com um olhar de reprovação e estranhamento me mirou e veio em nossa direção furioso. Provavelmente achou uma pouca vergonha uma mulher com roupa curta dançando na rua e outra filmando jogada no chão (eu). Liberdade demais pra cabeça dele!


Isso tudo eu supus, já que ele não disse nada além de:


- Não tem mais o que fazer não? Vai cozinhar um feijão!!!


Achei genial e muito carinhoso da parte dele, já que pela entonação que ele usou, parece que queria ter dito algo bem diferente e feijão é uma delicia né?! Como sempre sendo privilegiada e agraciada pelo carinho divino.


Não vou de maneira alguma assumir que ele estava sugerindo que na verdade lugar de mulher é na cozinha, jamais pensaria uma coisa dessas.


Daí se tira a importância de nós mulheres, homens e coisas irmos às ruas de shortinho curto soltar a franga e fazer feijão juntos em seguida.


Nunca precisei fazer sentido, mas sempre tive uma parada forte com seguir o ritmo, ouvir a música e mover o corpo dentro do beat. Sempre fui muito visual também. E minha sorte é que cheguei em casa e já tinha feijão pronto.


Rezando por um mundo que não falte nunca feijão e me sobre sempre tempo pra brincar livre por aí e por onde eu bem entender. Sempre deu certo!


Este vídeo fica como lembrança da nossa correria para fotografar tantos looks em tantos lugares diferentes em tempo recorde e para expressar o quanto de feijão já comemos nessa vida, porque juntas somos mesmo muito fortes, amém!


#contemporarydance #rodoviariadebrasilia #capitalfederal #brasília #mulheresartistas #streetart #brazilianbeauty #contemporaneo #moviemaking #brunagosta

WhatsApp: +353 87 224 1910  -  Email: info@brunagosta.com  -  Instagram: @brunagosta